quinta-feira, 3 de março de 2011

Bonzinho e Otário


Quem disse que São Paulo não para? Para sim, basta chover um pouquinho acima do normal que a cidade entra em modo slow-motion em escala absurda de fazer com que pessoas hiper tranquilas entrem em nível de estresse crônico em questão de pouquíssimo tempo, quem me conhece pessoalmente sabe que de bonzinho e otário eu tenho vocação de sobra.

Pois bem, o nível de lerdeza que esta cidade tem apresentado está chegando a níveis estratosféricos, por exemplo, um trajeto que eu levaria apenas cinco minutos, em média estou gastando meia hora para mais. Inúmeros são os fatores que contribuem para isso e em minha opinião são dois os principais, o excesso de veículos nas ruas e a péssima qualidade do transporte público.

Eu poderia muito bem comprar um carro e engrossar a frota de veículos da cidade, mas eu acho um absurdo a quantidade de carros nas ruas onde apenas e tão somente o motorista se encontra em seu interior, como cidadão, e otário em potencial, prefiro utilizar o transporte público.

Para trabalhar eu normalmente utilizo o trólebus, pois os ônibus normais que eu poderia utilizar passam em horários aleatórios. O trólebus é um veículo lerdo por definição, imagine em dias de chuva? Dez quilômetros por hora é a velocidade média do veículo com ou sem trânsito ou chuva e engraçado que todo dia há trólebus quebrado nas ruas.

É injustificável a desculpa de que a energia limpa que movimenta os trólebus seja o motivo para manter essas carroças medievais nas ruas. Infelizmente eu vou continuar a andar nesses veículos simplesmente porque é o que há disponível e também porque sou bonzinho e não vou comprar um carro para atrapalhar ainda mais esta cidade.

Um comentário:

  1. Você está pegando o ônibus errado. O trollbus é melhor pra você.

    ResponderExcluir